Quem Somos

 

Hebe Mattos é Professora Titular Livre da Universidade Federal de Juiz de Fora e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, onde se aposentou como Professora Titular de História do Brasil. É coordenadora do Laboratório de História Oral e Imagem, e autora, entre outros trabalhos, dos livros Memórias do Cativeiro com Ana Lugão Rios, Das Cores do Silêncio e Ao Sul da História,  e co-diretora da série de filmes de pesquisa e do projeto de história pública Passados Presentes.

Martha Abreu é Professora Titular no Departamento de História da Universidade Federal Fluminense. É autora entre outros trabalhos dos livros O Império do Divino, Meninas PerdidasEnsino de História: conceitos, temáticas e metodologias org com Rachel Soihet, e co-diretora da série de filmes de pesquisa e do projeto de história pública Passados Presentes.

Hebe Mattos e Martha Abreu criaram o blog conversa de historiadoras em março de 2014. Durante dois anos, o blog teve todos os seus textos assinados por ambas, em co-autoria. Em 2016, o blog se expande, incorporando novas colaborações e artigos individuais, mas os textos em co-autoria das duas historiadoras continuarão presentes.

Ana Flávia Magalhães Pinto é Professora do Departamento de História da Universidade Federal de Brasília. É autora do livro “Imprensa negra no Brasil do século XIX” (Selo Negro, 2010) e organizadora, junto com Sidney Chalhoub, da coletânea “Pensadores Negros-Pensadoras Negras: Brasil, séculos XIX e XX” (Editora da UFRB e Fino Traço Editora, 2015).

Giovana Xavier é Professora da UFRJ, feminista interseccional e mãe do Peri. Acredita em orixás, pratica Yoga e assina o Preta ‘Dotora’ na primeira pessoa, onde “escrevive” sobre gênero, raça e sexualidade.

Keila Grinberg é Professora Associada de História do Brasil e Ensino de História na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). É autora, entre outros livros, de Liberata (1994), O Fiador dos Brasileiros (2002) e Free Soil in the Atlantic World (com Sue Peabody, 2014) e co-diretora do projeto de história pública Passados Presentes

Mônica Lima é Professora de História da África da UFRJ, pesquisa ensino de história da África e histórias de africanos no Brasil em conexão com seu continente de origem. Foi a historiadora responsável pelo relatório de candidatura do Cais do Valongo à Patrimônio da Humanidade da Unesco. Coordena o LEÁFRICA – Laboratório de Estudos Africanos da UFRJ.