A escravidão como problema moral e a presença africana nas Américas

Passados Presentes é o nome do projeto que estamos desenvolvendo em parceria com quilombolas e jongueiros do Rio de janeiro, mas também é o mote da rede de pesquisa de que participamos, com pesquisadores da Columbia University e outros colegas historiadores do Rio de Janeiro, discutindo a escravidão como problema moral no Ocidente e o legado da presença africana nas Américas. Em junho, recebemos no Rio o coordenador da rede de pesquisa na universidade de Nova York, o antropólogo jamaicano David Scott, que participou de workshop com os pesquisadores brasileiros e fez conferência sobre a escravidão como problema moral no Museu de Arte do Rio (MAR). Com o historiador Álvaro Nascimento, de UFRRJ, David também compôs a mesa de debates do V Festival Internacional do Filme de Pesquisa/ Memória da Escravidão no Brasil. Compartilhamos aqui, com nossos leitores, os emocionantes e inspiradores comentários de ambos ao filme Jogo de Corpo. Capoeira e Ancestralidade que encerrou, no auditório do MAR, a sessão Rio do festival 2015 e também o workshop Passados Presentes, ajudando-nos a refletir sobre dano moral e legado cultural na diápora africana nas Américas

Captura de Tela 2015-07-05 às 17.25.52

Eric Foner é um dos historiadores da Columbia University a fazer parte da rede de pesquisa e a entrevista que fizemos com ele em maio de 2014 foi tema de uma de nossas primeiras postagens. Um dos mais influentes historiadores sobre o pós-emancipação nos Estados Unidos, a íntegra da entrevista acaba de sair publicada, em português e inglês, no dossiê Pós-Abolição no Mundo Atlântico, da Revista Brasileira de História da ANPUH. O dossiê é o primeiro publicado na nova fase, bilíngue, da revista e atesta mais uma vez a consolidação dos estudos sobre o pós-abolição no Brasil. Confira mais uma vez a pequena parte filmada da entrevista transcrita no dossiê.

Captura de Tela 2015-07-05 às 17.43.49

revista

Dando sequencia às trocas frutíferas sobre a diáspora africana nas Américas com pesquisadores da Universidade de Columbia, convidamos também para a palestra do historiador Jose Moya, diretor do Instituto de Estudos Latinos Americanos daquela Universidade, sobre “La presencia africana en las Americas como una historia de immigración”,  no dia 8 de julho (quarta-feira), às 19 hs, na sala 140 na Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) (Campus da Praia Vermelha – Av. Pasteur, 250 fundos). O evento é de entrada livre e gratuita  e a palestra será realizada em espanhol sem tradução. Trata-se de uma realização conjunta do Columbia Global Center, dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura (PPGCOM) e História Social (PPGHIS da UFRJ, do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Casa de Rui Barbosa (CRB). 

Captura de Tela 2015-07-05 às 17.35.55

Por fim, acontece esta semana na Universidade Federal Fluminense o XI Encontro Regional Sudeste da Associação Brasileira de História Oral, com o tema “Dimensões do Público: comunidades de sentido e narrativas políticas”. Hebe fará a conferência de abertura com o título Passados Presentes: comunidades de sentido e narrativas políticas sobre a diáspora africana no Brasil, também no dia 8 de julho, à 11 horas. Confira aqui a programação completa do evento.

cartaz

 

Deixe um comentário

Arquivado em história e memória, história pública

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s